Pode fazer mal ou só incomoda? Saiba como evitar o "suor" na vagina
Notícias » 
Pode fazer mal ou só incomoda? Saiba como evitar o "suor" na vagina
Compatilhar no Facebook

Pode fazer mal ou só incomoda? Saiba como evitar o "suor" na vagina

Não é exatamente a vagina que sua, mas, sim, o problema afeta a região íntima feminina.

facebook
Assessoria, 10/01/2017 17h40

Não é exatamente a vagina que sua, mas, sim, o problema afeta a região íntima feminina. As glândulas sudoríparas estão presentes em toda a extensão do corpo humano e existem também na virilha. É de lá que vem a sensação de umidade que se torna um pesadelo para muitas mulheres especialmente no verão.

Em geral, é só incômodo

Suar na região íntima não causa nenhum impacto na saúde. Mas, quando é excessivo, pode tornar a mulher mais vulnerável a candidíases de repetição. A infecção é causada por fungos que fazem parte normalmente da flora vaginal. Com o aumento da umidade da área –seja pelo suor ou pelo contato com roupas molhadas, como biquínis–, eles se proliferam descontroladamente, causando o problema. Outro ponto é que, muitas vezes, esse suor vem acompanhado de um odor ruim, o que pode ser fonte de constrangimento na hora do sexo. Mas, calma, a seguir damos dicas para lidar com a situação.

Hora de tirar saias e vestidos do armário

Além do calor, roupas justas e tecidos que não deixam a pele “respirar” –como jeans— podem intensificar o suor na região íntima. A ginecologista e sexóloga Carolina Ambrogini, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), diz que, nesta época do ano, o melhor a fazer é deixar as calças no armário –principalmente as de tecido grosso—e usar saias e vestidos, peças que deixam a área arejada.

Protetor de calcinha

Segundo a ginecologista da Unifesp, estudos recentes derrubaram o mito de que o protetor diário de calcinha é um vilão e pode causar infecções. Mas é preciso escolher o melhor produto, que tem de ter uma camada respirável, ou seja, que permita a passagem do ar e não retenha a umidade na área íntima. Carolina alerta para que a mulher não confunda o protetor com os absorventes para início e fim do fluxo menstrual, que têm uma membrana de plástico, material que abafa a região. Já o ginecologista e obstetra Ricardo Luba, membro da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), prefere indicar o item para uso apenas nos dias quentes e recomenda que a mulher faça de duas a três trocas, no dia.

Absorvente interno e coletor menstrual

Tanto o absorvente quanto o coletor são melhores alternativas para a mulher usar quando está menstruada no verão. Isso porque, ao contrário do absorvente tradicional –que tem camada de plástico, para conter vazamentos de sangue–, permitem que a região íntima feminina não fique abafada.

Durma sem calcinha

Nos dias quentes de verão, não hesite em dormir sem calcinha. O propósito é refrescar a área. Além de diminuir o suor, a medida pode beneficiar as mulheres que sofrem de candidíase de repetição.

Tem desodorante próprio para a região

As glândulas sudoríparas existentes na virilha são do tipo apócrinas, o que significa que o suor produzido por elas é excretado via folículos pilosos (de onde também saem os pelos) e, por isso, além de água e alguns sais, ele tem em sua composição restos celulares e do metabolismo, origem do cheiro ruim. Segundo Carolina, uma solução é aplicar na virilha –nunca na vagina—um desodorante íntimo, que pode ser em spray ou roll on.

Excesso de peso pode fazer suar mais

De acordo com Carolina Ambrogini, pessoas obesas ou com excesso de peso tendem a sofrer mais com o suor na região íntima. Dobras de pele tornam a área mais abafada, potencializando o suor.

Comentários
Yes Mania - Aqui o foco é você!
E-mail: contato@yesmania.com.br
Fone: (69) 98423-3874 / WhatsApp: (69) 99320-6067
Pode fazer mal ou só incomoda? Saiba como evitar o "suor" na vagina
© Todos os direitos estão reservados - Leia nossa política de privacidade.
Whatapps

Ao cadastrar seu número você aceita o termo de conduta.


 
 
 
 
Obrigado por se cadastrar em nosso sistema, a qualquer momento você poderá receber nosso Boletim Informativo em seu aplicativo "WhatsApp".