Ariquemes

Ariquemes, RO

Boa Tarde hoje é: 14/12/2018

  Facebook   Instagram

Compatilhar no Facebook

Governo autoriza aumento nos preços de remédios

facebook
  
  
Notícia ao Minuto | 21/03/2018 08h27 | 999 vizualizações

Os medicamentos devem ficar em média 2,43% mais caros este mês, de acordo com a Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED). O reajuste aplicado é de 2,09% a 2,84%, o que está abaixo da inflação fechada de 2017, de 2,95%. O aumento começa a valer no dia 31 deste mês. O anuncio ainda não foi publicado no Diário Oficial da União, o que deve acontecer nos próximos dias.

Conforme ressalta, em nota, o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), pelo segundo ano consecutivo, o reajuste dos medicamentos ficou menor. De 2013 a 2017, cita, a taxa acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 36,48% ante 32,51% dos reajustes médios autorizados pelo governo para remédios.

"A indústria farmacêutica tem conseguido segurar seus preços, apesar do expressivo aumento dos custos de produção nos últimos anos", afirma Nelson Mussolini, presidente-executivo do Sindusfarma. No ano passado, o aumento anual autorizado fora de 4,76%, contra um IPCA de 6,29% em 2016, o que já não agradara ao setor.

O reajuste deve ser aplicado em cerca de 13 mil apresentações de medicamentos disponíveis no mercado varejista brasileiro, conforme o Sindusfarma. Segundo a entidade, o aumento atualiza a tabela de Preços Máximos ao Consumidor (PMC) e não gera elevação automática nem ajustes imediatos nas farmácias e drogarias, principalmente em relação aos remédios que registram grande concorrência. "Medicamentos com o mesmo princípio ativo e para a mesma classe terapêutica (enfermidade) são oferecidos no País por vários fabricantes e em milhares de pontos de venda", explica.

O Sindusfarma recomenda que é importante o consumidor pesquisar nas farmácias e drogarias as melhores ofertas dos medicamentos prescritos. "Dependendo da reposição de estoques e das estratégias comerciais dos estabelecimentos, aumentos de preço podem demorar meses ou nem acontecer", afirma Mussolini. Com informações do Estadão Conteúdo. 

Governo autoriza aumento nos preços de remédios
Brasil, Governo, Reajuste, Medicamentos
Participe deixando seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.




Notícias Eventos Agenda Ensaios Whatsapp Vídeos Foto da Galera Fale Conosco
Marca Rodapé

 

Nas redes:   Facebook Instagram Youtube

Livre a reprodução do conteúdo com citação da fonte, com exceção para material de terceiros, como de agências, sites, blogs e colunistas, e casos que possa requerer autorização individual. Conteúdo de terceiros é de inteira responsabilidade de seus autores.
Yes Mania - Aqui o foco é você!
© 2018 Todos os diretos estão reservados.
Whatapps

Ao cadastrar seu número você aceita o termo de conduta.


 
 
 
 
Obrigado por se cadastrar em nosso sistema, a qualquer momento você poderá receber nosso Boletim Informativo em seu aplicativo "WhatsApp".