Ariquemes

Ariquemes, RO

Bom Dia hoje é: 21/07/2018

  Facebook   Instagram

Compatilhar no Facebook

Sete pessoas são mortas a tiros durante chacina em Viamão

facebook
  
  
G1 - Notícias | 19/06/2018 08h00 | 651 vizualizações

Sete pessoas foram mortas aproximadamente no mesmo horário em três pontos localizados em um raio de 50 metros, no município de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, na noite de segunda-feira (18). As vítimas são quatro mulheres e três homens, todos mortos a tiros, no bairro Parque Jari. Não há feridos.

De acordo com a Brigada Militar, os autores da chacina se dividiram e executaram as vítimas pouco antes da 0h.

"Os três crimes ocorreram num raio de 50 metros um do outro, então, inicialmente, mataram um olheiro, como a gente chama, um rapaz que fica observando a movimentação, eliminaram aquele primeiro alvo e depois invadiram as outras duas casas", destaca o subcomandante do 18º Batalhão de Polícia Militar de Viamão, capitão Vinicius de Aguiar Aires.

A primeira das sete vítimas foi morta na Rua Araranguá, e identificada como Cláudio Roberto Gonçalves, de 38 anos. Em seguida, três foram executadas na Rua Guarapari: Douglas da Costa Orguin, de 19 anos, que estava no pátio de uma casa, além de Greice Kelly da Mota Jorge, de 28 anos, e Stefânia Carvalho da Silva, de 20 anos, que estavam no interior da residência.

Outras três pessoas foram mortas na Rua Professor de Freitas Cabral, e duas delas foram identificadas: Graziela da Silva Santos e Frank Bruno, ambos sem idade confirmada. A polícia ainda apura qual a relação entre as vítimas.

Segundo as autoridades, três dos mortos não tinham antecedentes criminais. Uma das mulheres mortas usava uma tornozeleira eletrônica.

Moradores das regiões optaram pelo silêncio por medo da violência. De acordo com a polícia, os locais onde aconteceram as mortes ficam em áreas onde ocorre a venda de drogas. A hipótese inicial é de que as execuções tenham relação com a disputa entre facções criminosas.

Ainda conforme as autoridades, em um dos locais onde aconteceram os crimes, crianças e um cadeirante presenciaram os assassinatos.

"Eles já tinham os alvos definidos e eliminaram esses que eles já tinham programado. Esse PNE (portador de necessidades especiais) e essas crianças foram poupados dos crimes, tanto que não houve feridos", salienta o capitão Aires.

Agora, a polícia investiga se o restantes das pessoas mortas tinham envolvimento com o tráfico de drogas. Pelo Twitter, o delegado Emerson Wendt, chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, destacou que irá disponibilizar um efetivo temporário de cinco policiais para ajudar nas investigações.

O município de Viamão é um dos mais violentos do Rio Grande do Sul. De acordo com o Atlas da Violência, divulgado na sexta-feira (15) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a cidade tem a maior taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes do estado, com 77,1 casos – superior a Alvorada (71,8 casos), Porto Alegre (58,1 casos) e Sapucaia do Sul (50,4 casos) – e é a 21ª com o maior índice no país.

Sete pessoas são mortas a tiros durante chacina em Viamão
Porto Alegre, Sete, Mortos, Viamão, Vítimas, Polícia
Participe deixando seu comentário!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.




Notícias Eventos Agenda Ensaios Whatsapp Vídeos Foto da Galera Fale Conosco
Marca Rodapé

 

Nas redes:   Facebook Instagram Youtube

Livre a reprodução do conteúdo com citação da fonte, com exceção para material de terceiros, como de agências, sites, blogs e colunistas, e casos que possa requerer autorização individual. Conteúdo de terceiros é de inteira responsabilidade de seus autores.
Yes Mania - Aqui o foco é você!
© 2018 Todos os diretos estão reservados.
Whatapps

Ao cadastrar seu número você aceita o termo de conduta.


 
 
 
 
Obrigado por se cadastrar em nosso sistema, a qualquer momento você poderá receber nosso Boletim Informativo em seu aplicativo "WhatsApp".